VERGONHA: Município de Engenheiro Beltrão deve mais de R$ 300 mil ao SAMU

0
Evandro Junior

 

A Prefeitura de Engenheiro Beltrão está entre as dez da região Comcam que se encontra em débito com o Serviço Avançado Móvel de Urgência (SAMU).

Na lista dos inadimplentes, que abrange toda a região Noroeste, o município aparece na terceira colocação com um valor de R$ 302.273,60. O déficit leva em consideração o balanço feito pelo SAMU dos meses de janeiro a outubro deste ano.

O primeiro colocado na “lista negra de devedores”,  é o município de Campo Mourão, que acumula uma dívida de  R$ 369.200,00.

Além de Engenheiro Beltrão e Campo Mourão, estão na lista de devedores na Comcam: Campina da Lagoa (R$ 262.847,50), Ubiratã (R$ 52.598,40), Iretama (R$ 51.504,00), Luiziana (R$ 25.025,64), Peabiru (R$ 20.453,20), Altamira do Paraná (R$ 14.176,00), Fênix ( R$ 13.295,20) e Quinta do Sol (R$ 8.048,00).

No total, 42 municípios da região Noroeste estão em débito com o serviço de emergência, que pode até mesmo falir pela falta de pagamento.

De acordo com a coordenadora regional do SAMU Noroeste, Eliana de Lima Beraldo, os municípios devedores poderão procurá-los para renegociar a dívida, fazer parcelamento e sanar o débito, da melhor forma possível.

“Caso a inadimplência continue sem negociação por parte dos municípios, o Samu pode encerrar as atividades”, afirma a coordenadora, salientando que o não pagamento do débito ainda pode gerar uma ação judicial.

Conforme dados oficiais, 380 funcionários prestam serviço ao SAMU em toda região Noroeste.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome