REGIÃO l Em feriado prolongado, rodovias estaduais têm aumento de mortes

0
Operação Corpus Christi, policial rodoviária estadual reforça fiscaização nas rodovias do estado. Curitiba, 14/06/2017 Foto: Cabo Osmar Lopes
Evandro Junior

 

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) divulgou, na manhã de segunda-feira (16), o balanço da Operação Padroeira 2017, com os dados sobre infrações flagradas na região da 4ª Companhia de Maringá. Pelo relatório, o número de acidentes e mortes subiu consideravelmente em relação ao ano passado. Os dados consideram o período de quarta-feira a domingo nos dois anos.

De acordo com a Polícia Rodoviária, em 2016 não houve operação, pois o feriado de 12 de outubro caiu em uma quarta-feira. Assim, o movimento nas estradas não apresenta grandes alterações. Como o feriado deste ano foi prolongado para alguns, o fluxo de veículos aumenta, por causa das pessoas que aproveitam para viajar.

O número de acidentes subiu 68,18%, passando de 22 em 2016 para 37, em 2017. Também dobrou o número de feridos, chegando a 38 neste ano e as mortes no trânsito também subiram: de 1 para 3 (aumento de 200%). Segundo o tenente Raffael Cruz, os óbitos foram decorrentes de acidentes em Pérola, Cruzeiro do Oeste e Cianorte.

Em 2017 não houve atropelamentos, enquanto, no ano passado, foi registrado um acidente desse tipo.

Apesar do aumento do movimento nas rodovias e da intensificação da  fiscalização, ninguém foi flagrado dirigindo sob o efeito de álcool nesse período, nos 245 testes etilométricos realizados. No ano passado, apenas na quarta-feira (12), a PRE registrou um caso. Também caiu o número de veículos retidos: de 29 para 21.

Se a bebida alcoólica não foi problema neste ano, foi possível perceber que os motoristas estavam com bastante pressa, pois o número de imagens de radar com flagrantes de excesso de velocidade foi de 63 para 1.558 – um aumento de 2.373,02%, no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome