BELTRÃO l Cohapar projeta construção de 100 casas populares em Beltrão

0
Em Umuarama, no Noroeste do Paraná, 454 famílias receberam as chaves de suas novas moradias, nesta quarta-feira (31). Elas são as novas moradoras do Residencial Sonho Meu II, empreendimento de R$ 28,1 milhões, construído em uma parceria do Governo do Paraná, Governo Federal e prefeitura. O recurso é do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), através do programa Minha Casa Minha Vida. Umuarama, 31/05/2017. Foto: Orlando Kissner/ANPr
Evandro Junior

O município de Engenheiro Beltrão foi contemplado com a construção de 100 casas populares para famílias de baixa renda. As habitações serão financiadas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial e são destinadas para o grupo da faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida, que é composto por famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil.

De acordo com o gerente regional da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), de Campo Mourão, Ricardo Widerski, o investimento no município será de R$ 6 milhões. O terreno para as moradias será doado pela prefeitura. Ainda não há previsão do início das obras. Segundo Widerski, os projetos contaram com assessoria do Governo do Paraná, através da Cohapar, em parceria com os municípios. “Fomos parceiros para viabilizar estes projetos”, afirmou.

Os recursos destinados para a construção são do Ministério das Cidades, via Caixa Econômica Federal. Esta é a segunda etapa de seleção promovida pela União, que já havia contemplado o Paraná com 1.352 unidades em sua primeira fase, com projetos orçados em R$ 98 milhões. Esta segunda etapa prevê mais R$ 246 milhões para o setor. Em ambos os casos, as obras serão executadas por construtoras que apresentaram as propostas em conjunto com os municípios.

Além dos subsídios do Fundo de Arrendamento Residencial, a construção das casas contará com os incentivos do programa Morar Bem Paraná, que incluem a assessoria técnica da Cohapar e parcerias da Copel e Sanepar para a instalação dos sistemas de energia elétrica, água e esgoto.

Com os aportes, as famílias beneficiadas pagarão prestações que vão de R$ 80 até R$ 270 ao mês durante dez anos de financiamento, o equivalente a cerca de 10% do valor do imóvel. Segundo a Cohapar, o Paraná foi o terceiro Estado que mais recebeu recursos da União nesta etapa.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome