Em dois meses, 258 pessoas foram admitidas com carteira de trabalho registrada na cidade de Terra Boa

0
Foto: Arquivo/ AEN-PR
Evandro Junior

“Terra Boa ocupou a 1ª colocação, com a geração de 58 novos postos de trabalho com  carteira assinada. Foram 258 admissões contra 200 demissões no período”

O ano de 2018 iniciou de forma positiva para a maioria absoluta dos municípios da região da Comcam, em relação à geração de empregos e renda no primeiro bimestre, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Terra Boa, Araruna e Engenheiro Beltrão foram as cidades da região, com menos de 20 mil habitantes, que tiveram o maior número de admissões durante os meses de janeiro e  fevereiro.

Os números do Caged revelam ainda que a cidade de  Terra Boa ocupou a 1ª colocação, com a geração de 58 novos postos de trabalho com  carteira assinada. Foram 258 admissões contra 200 demissões no período.

Araruna ficou com a segunda posição no ranking, com 49 novas vagas. Os números apontam que existirão 191 admissões e 142 demissões.

Já Engenheiro Beltrão teve a soma positiva de 18 novos postos de trabalho formal, chegando a 138 admissões contra 120 demissões, ocupando a 3ª colocação.

Ainda tiveram saldos positivos, os municípios de Fênix (8); Peabiru (5); Quinta do Sol (2), Corumbataí do Sul ( 2) e Barbosa Ferraz (2).

Campo Mourão, cidade sede da microrregião, foi a 1ª colocada geral, com 194 novos empregos com carteiras assinada firmadas no bimestre. Foram 1.585 admissões e 1.391 demissões.

foto: AEN/PR

PR TEM SALDO POSITIVO – No mesmo período, o Paraná gerou 19,5 mil vagas com carteira assinada, segundo o Ministério do Trabalho. Os números mostram que somente em fevereiro o saldo foi de 7.703 vagas. Foi o quarto melhor resultado do País, atrás de São Paulo (30.040 vagas), Santa Catarina (16.344) e Rio Grande do Sul (13.024). Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes, Curitiba foi a cidade que mais contratou, com saldo de 4.161 vagas, seguida por Maringá (1.275) e Cascavel (1.257).

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome