Homem é condenado a 40 anos de prisão por tentativa de assalto a ônibus que deixou 12 mortos

0
foto: Divulgação PRF
Evandro Junior

Do G1 Paraná

Um homem foi condenado a 40 anos e 10 meses de prisão, em regime inicial fechado, pelo crime de latrocínio. Ele foi acusado de participação na tentativa de assalto a um ônibus que terminou com 12 mortos e 26 feridos, em Mamborê, no norte do Paraná.

O coletivo com 36 passageiros e dois motoristas tinha saído de Presidente Prudente (SP) com um grupo de pessoas que iria fazer compras no Paraguai e, na madrugada de 9 de abril de 2016, foi surpreendido por assaltantes, no km 403 da BR-369.

As investigações apuraram que o ônibus foi alvo de pelo menos quatro tiros de arma de fogo. A denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) diz que, após os disparos, o veículo atravessou a pista contrária e bateu contra uma árvore.

As informações sobre condenação foram divulgadas nesta segunda-feira (24) pelo MP-PR. No entanto, a sentença da juíza Amanda Silveira De Medeiros, da Vara Criminal de Mamborê, é de 17 de setembro.

Charles Henrique Brito Da Silva foi condenado por envolvimento no crime.

“Conclui-se, assim, com segurança, que o réu, com o intuito em tentar subtrair para si coisas alheias móveis, mediante grave ameaça, consistente em apontar e disparar armamento contra o coletivo, ocasionando a morte de 12 (doze) pessoas, bem como lesões corporais (leve e grave) em 26 (vinte e seis passageiros)”, diz um trecho da sentença.

O condenado está preso há mais de um ano e, atualmente, encontra-se na Penitenciária Estadual de Maringá, também no norte do estado.

Outro réu foi absolvido por falta de provas. Um terceiro homem que teve seu envolvimento apurado pelo MP-PR não chegou a ser denunciado porque foi morto durante as investigações.

G1 não conseguiu contato com a defesa de Charles Henrique Brito Da Silva até a publicação desta reportagem.

foto: Divulgação PRF

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome