Regional de Saúde reforça estoques de vacina contra meningite na região

0
foto: Divulgação/Google
Evandro Junior

Da Tribuna do Interior

A morte de uma adolescente de 15 anos por meningite meningocócica do grupo B (bacteriana), em Campo Mourão, no final de fevereiro, deixou toda a região e autoridades de Saúde em alerta contra a doença. A situação levou a 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão a reforçar os estoques de vacina em toda a região da Comcam. Vale lembrar que a vacinação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é disponibilizada apenas para o grupo C da doença.

O chefe da 11ª Regional, Eurivelton Wagner Siqueira informou que as unidades de saúde de toda a região estão abastecidas com estoques da vacina contra meningite do tipo C o suficiente para atender a demanda necessária. “Já tínhamos nos antecipado buscando mais doses de vacina junto a Secretaria Estadual de Saúde antes mesmo de os casos da doença surgirem no Estado”, falou.

Segundo ele, foram registrados alguns problemas pontuais de falta de vacina em alguns postos de Campo Mourão, mas os estoques já foram repostos. “Todos os 16 postos de saúde de Campo Mourão estão com as doses”, afirmou.

De acordo com Siqueira, a 11ª Regional está ‘tomando muito cuidado’ na questão de reposição de vacinas. “Solicitamos um reforço para Curitiba e estamos cuidando de todos os nossos municípios. Se houver falta de vacina em algum município é se realmente houver uma grande procura repentina, mas são casos isolados”, ressaltou.

Ele lembrou que apesar de a vacina ser o método mais eficaz de prevenção, além da imunização, há vários outros cuidados que podem prevenir a meningite como higiene, ventilação dos ambientes e não compartilhamento de objetos.

Os principais sintomas da doença são dor de cabeça, rigidez da nuca, febre, convulsão e vômito. Nas crianças abaixo de um ano, observa-se choro persistente e inchaço na moleira. Em alguns casos, o paciente pode também apresentar manchas vermelhas na pele (petequias).

 

PARANÁ –  A Secretaria Estadual de Saúde (SESA) divulgou uma nota técnica oficial a todos os municípios relatando a situação do Estado em relação à doença e sobre os cuidados que devem ser tomados. De acordo com os dados, em 2018 foram registrados no Paraná 1.601 casos dos mais variados tipos de meningite, com 108 mortes. Neste ano, são 143 casos com 13 mortes. Os dados são preliminares. “A Secretaria da Saúde do Paraná está vigilante e atenta com relação aos casos de meningite que estão ocorrendo no Estado”, diz a nota.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome